sexta-feira, 24 de setembro de 2010

"À pata, aias, à pata"

.


"Conta-se que durante uma viagem de Lisboa para Leiria, a rainha D. Leonor e sua comitiva passaram por um local onde várias pessoas se lavavam com o vapor de águas vindas da terra. Inquiridas sobre o motivo, asseguram à comitiva que aquelas águas curavam doenças. A rainha quis experimentar e lavou com aquela água uma ferida que tinha num braço. E a comitiva seguiu caminho. Um pouco mais à frente, D. Leonor observou que a ferida tinha desaparecido e mandou a comitiva regressar ao local e ali decidiu construir um hospital. E de novo a comitiva partiu a caminho do castelo de Leiria. Mas os cavalos estavam cansados. Então a rainha mandou descer a comitiva: «À pata, aias, à pata.»

É uma lenda... mas hoje perto de Caldas da Rainha, temos uma povoação chamada Tornada, e já perto de Leiria outra de nome Pataias. E junto ao Hospital onde ainda se tratam doenças das vias respiratórias superiores, os vapores continuam a sair do chão."


retirado algures da net


.

4 comentários:

Fernando Santos (Chana) disse...

Excelentes fotografias....
Cumprimentos

Hugo de Macedo disse...

Bom trabalho, de cariz histórico e bem complementado com boas fotografias.

Paulo Lopes disse...

E eu farto de andar por Pataias sem saber de quem eram as patas nem quem as tinha posto lá.... Tudo muito bem tudo excelente só falta uma foto do fantasmagórico hospital, queres uma emprestada???

Margarida Fernandes disse...

Obrigada,Paulo, mas também tirei várias e de tão assustadoras não consegui escolher e postar aqui nenhuma :-)