sexta-feira, 11 de junho de 2010

Tic-tac...

.


Que bom ter o relógio adiantado!...
A gente assim, por saber
que tem sempre tempo a mais,
não se rala nem se apressa.

O meu sorriso de troça,
Amigos!,
quando vejo o meu relógio
com três quartos de hora a mais!...

Tic-tac... Tic-tac...
(Lá pensa ele que é já o fim dos meus dias.)

Tic-tac...
(Como eu rio, cá p'ra dentro,
de esta coisa divertida:
ele a julgar que é já o resto
e eu a saber que tenho sempre mais
três quartos de hora de vida.)


Sebastião da Gama

.

4 comentários:

Hellag disse...

estas descobertas por outros caminhos são excelentes! e agora segui-a para não lhe perder o rasto!!! :)

Viviana disse...

Olá Margarida

Tenho um carinho muito especial por a obra de Sebastião da Gama.
Procuro de vez em quando publicar alguns dos seus belos poemas.

Já conhecia este, mas gostei imenso de o encontrar aqui.

Um beijo

viviana

Miguel disse...

parece-me a mim que o que não falta por aí é gente com o relógio atrasado, tal a facilidade com que chegam sempre depois da hora. Deveria a maior parte de nós adiantar o seu relógio.

Raul Martins disse...

Olá Marga!
Não conhecia este poema do poeta das vossas paragens. O engraçado é que eu também tenho a mania de ter os meus relógios adiantados. Manias!