terça-feira, 27 de julho de 2010

Malha

.

" A vida é sempre a mesma para todos:
Rede de ilusões e de desenganos.
O quadro é único, a moldura é que é diferente"


Florbela Espanca



.

6 comentários:

Paulo Lopes disse...

Boa malha...
Saber muito sobre poucas coisas, ou saber pouco sobre quase tudo.... São formas de anestesia que afectam as ilusões e rompem com as molduras que a vida não deve ter.

Bj.

Hugo de Macedo disse...

Excelente, Margarida. Foto bem acompanhada por um lindo poema de Florbela.

Fernando Santos (Chana) disse...

Olá Margarida, belo post...Excelente....
Cumprimentos

Remus disse...

Um efeito gráfico e umas cores surpreendentes.
Na minha opinião é uma fotografia visualmente muito atractiva.

BRANCAMAR disse...

Linda a fotografia e os versos, embora Florbela Espanca seja a maior parte das vezes pessimista, mas de um desengano lúcido e belo!

BEijos
Branca

Marlene Maravilha disse...

Lindo poema! E a foto é bárbara!
bjos